Método Hipopressivo, o que é, e quais os benefícios?

Método Hipopressivo, o que é, e quais os benefícios?

Criado por Marcel Caufriez, fisioterapeuta belga e doutor em ciências da motricidade e readaptação pela Universidade Livre de Bruxelas (Bélgica), o método hipopressivo é um treino postural e respiratório, que gera uma diminuição da pressão das cavidades torácica, abdominal e pélvica.

A técnica tem dois objetivos distintos: o primeiro é terapêutico, para tratar disfunções corporais ginecológicas, como incontinência urinária, prolapso da bexiga e do útero. “O segundo é preventivo e voltado para o fitness, chamado ginástica abdominal hipopressiva, que se concentra na melhora da condição física”

O método hipopressivo trabalha a conscientização corporal. Na aula, a pessoa realiza exercícios de respiração e posturas específicas, com o objetivo de aperfeiçoar a técnica e aplicá-la em seu dia a dia. “Um verdadeiro exercício hipopressivo tem uma postura inicial, uma de transição (com uma certa ordem) e uma postura final. O que fazemos é um trabalho progressivo para ensinar a pessoa a trabalhar de modo ‘automático’, para que não tenha que pensar na hora de realizar o movimento. Dessa maneira, ela consegue administrar corretamente a ativação da massa muscular abdominal”… 

Além da diminuição da diástase e do abdômen mais fino e forte, o método hipopressivo melhora o tônus do assoalho pélvico, que tem fatores importantes na prevenção da queda de órgãos internos. “Outra vantagem é que a técnica aumenta a resistência física, favorece o retorno venoso e linfático do corpo, melhora a flexibilidade e a mobilidade e, sobretudo, evita problemas estruturais que podem limitar o treinamento ou competição esportiva.

Aqui na Run, utilizamos essa e outras técnicas nas aulas de Respiração!

clique aqui para agendar uma aula grátis!

Mas afinal, quais os benefícios dessa prática?

O abdominal hipopressivo – ou ginástica hipopressiva – é um tipo de exercício que foca na tonificação dos músculos do abdômen.

Com essa técnica, os músculos oblíquos, transversos e o reto do abdômen são fortalecidos. Além disso, fortalece o assoalho pélvico, que possui diversos fatores importantes na na prevenção da queda de órgãos internos.

No entanto, os abdominais hipopressivos não podem ser realizados por todos. Como as mulheres grávidas por exemplo, pois não é previsível se a prática iniciaria contrações do útero ou desencadearia um aborto. Da mesma forma, pessoas com hipertensão (pressão alta), não devem optar por esse exercício, já que existe uma elevação da pressão durante os movimentos.

Para praticar os abdominais hipopressivos, inicie lentamente. O recomendado é não realizar após comer e começar deitado, depois sentado e ir progredir se inclinando para frente. Desse modo, para obter os benefícios desejados, é fundamental contrair os músculos pélvicos e realizar os abdominais 3 a 5 vezes por semana por cerca de 20 minutos.  

Agende agora uma aula grátis!

Resumo:

Quando praticado corretamente, o abdominal hipopressivo traz diversos benefícios para a saúde, alguns deles incluem:

  • Cintura mais fina devido às contrações isométricas que são realizadas durante o exercício.
  • Fortalece os músculos das costas.
  • Previne a perda de urina e fezes, combatendo a incontinência fecal, urinária e o prolapso uterino.
  • Combate desvios da coluna.
  • Melhora a postura e o equilíbrio, pois promove o fortalecimento dos músculos abdominais.

Por ser uma técnica de respiração, também colabora no controle da ansiedade e controle emocional.

E aí? Tem motivos para fazer?

Vem conhecer a Run!

Joao Siqueira

João é professor de Educação Física, especialista em exercícios e bem-estar, além de estudante do cérebro e do comportamento além de fundador e sócio da Run.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *